Ícone do site Pelote Ciclismo

Tirreno Adriático

As maiores estrelas do ciclismo mundial Sagan, Froome, Nibali, Dumoulin, Avermaet e companhia largam logo mais para a primeira etapa da 53ª Tirreno Adriático. Todas as equipes do Circuito Mundial Profissional estarão presentes com adição das equipes Profissionais Continentais convidadas:

O percurso e um ano sem Scarponi

A prova liga dois dos mares que banham a Itália e é conhecida também por Corsa dei Due Mari. A rota deste ano tem 992,55km começando em Lido di Camaiore na Toscana com um contra relógio por equipes, tem duas etapas planas, duas montanhosas e apenas uma chegada ao alto em Sassotetto da Sarnano, uma escalada de 14.2km com 5.8% em média.

1 CRE Lido di Camaiore 21,5 Km
2 Plana Camaiore Follonica 172 Km
3 Montanhosa Follonica Trevi 239 Km
4 Alto Foligno Sarnano Sassotetto 219 Km
5 Plana Castelraimondo Filottrano 178 Km
6 Montanhosa Numana Fano 153 Km
7 CRI San Benedetto del Tronto 10,05 Km

A corrida terá uma homenagem na quinta etapa a Michelle Scarponi, vencedor da prova de 2009 que faleceu após ser atropelado quando chegava de um treino em abril do ano passado.

Disputada desde 1966 o grande vencedor da Tirreno Adriático foi o belga Roger De Vlaeminck com seis vitórias enquanto outros seis pilotos tem duas vitórias entre eles Vicenzo Nibali que disputa a prova. A Tirreno Adriático foi criada para ser uma alternativa a Paris Nice que acontece simultaneamente com temperaturas mais baixas. Atualmente ficou entre duas clássicas a Strade Bianche que aconteceu no último sábado e Milan Sanremo que acontecerá no próximo dia 17.

Os Favoritos

A RCS organizadora da prova não economizou nas bolsas convite e com investimento trouxe grandes nomes para prova. Em foco estará a equipe Sky e Chris Froome não só pelo caso do salbutamol, como pelo caso de Bradley Wiggins no Tour de France de 2012. Outros grandes favoritos são Greg Van Avermaet pela BMC, Peter Sagan pela Bora, Tom Dumoulin vencedor do Giro d’Italia do ano passado pela Sunweb, Philippe Gilbert pela Quick Step e Vicenzo Nibali pela equipe do Bahrein.

 

 

 

Sair da versão mobile