Um passe de Majka!

TdF – Etapa 11 – Hoje, a Tinkoff-Saxo teve sua honra parcialmente restituída – se é que isso é possível depois do gangbang que o Froome fez no pelotão ontem. Com um ataque bem colocado na penúltima morra do dia, Rafal Majka seguiu sozinho para a vitória.
majka

O Polaco meteu o pé no Col du Tourmalet (não confundir com Tourmané, vulgo Pico do Jaraguá) e foi-se embora. Ao cruzar o topo, o gregário de Don Alberto de La Pistola ainda teria que enfrentar uma bela descida de uns 30 km e uma subida categoria 3 de 10 km para levar a etapa.

Atrás dele, seguia Serge Pauwels da MTN-Qhubeka e o Dan Martin. Antes do Tourmalet, Martin buscou a fuga e ainda tentou, em vão, buscar o vencedor da etapa. Com isso, ele ganhou o troféu Aerotech de atleta mais combativo sem atacar no farol vermelho. Durante a última montanha, Martin conseguiu ultrapassar Pauwels, que também perdeu a posição para Emanuel Buchmann.

Enquanto isso, o grupo de Froome seguida com um atraso de 5 minutos em passo leve. Todos os favoritos iam subindo felizes e contentes a última montanha até que, perto do fim, Valverde deu uma acelerada e, para a surpresa de todos (SQN), Vincenzo Nibali bateu lata. Ta certo que ele havia dado umas puxadas no pelotão, mas só a falta de preparo pode explicar uma sobrada assim. Aconteceram mais algumas acelerações no final, mas nada que mudasse muito a classificação geral.

Mais tarde voltamos com o vídeo resumo da etapa, comentários sobre o que está acontecendo no mundo do pelotão pro e o que devemos ver amanha no tour de France. Até já, gente!

Deixe uma resposta