Rigoberto Uran ganha etapa rainha! Porte cai feio e esta fora do Tour!

O que dizer de uma etapa com mais de 5.000m de subida acumulada que termina assim?

A etapa rainha do tour de France 2017 teve de tudo! O colombiano Rigoberto Uran da Cannondale venceu no sprint a etapa mais montanhosa do Tour! No princípio de etapa uma queda tirou Geraint Thomas e Robert Gesink da prova e já na descida final do Mont du Chat, Richie Porte da BMC caiu muito feio levando consigo Daniel Martin, Porte foi levado de ambulância para o hospital. Alberto Contador também sofreu uma queda, ralo o cotovelo mas manteve-se entre os líderes até o final da subida do Mont du Chat, sobrou tanto que não aparece entre os dez primeiros na classificação geral.

Assim que foi dada largada começaram as fugas do dia, já que a prova começou direto com uma subida de segunda categoria, na frente uma fuga enorme com 50 atacando, a medida que subiam a Col de la Biche, montanha HC, logo chegou a notícia da queda e abandono de Robert Gesink da Lotto Jumbo e o então segundo colocado na prova e principal gregário de Froome, Geraint Thomas da Sky.

Na aproximação a segunda montanha HC do dia o Grand Colombier, um grupo de sete pilotos liderava com o restante da fuga espalhado entre os líderes e o reduzido grupo do camisa amarela com 20 pilotos. Com 90km para o final a fuga atingiu o topo do Colombiere com Warren Barguil da Sunweb conquistando a meta, no princípio de descida juntamente com Benoot esperaram Mollema, Roglic e Vuillermoz, as chances de vitória de uma fuga potente aumentavam e a Sky reagiu colocando a locomotiva polonesa em ação, Kwiatkowski 25 segundos atrás liderou uma perseguição montando agora um grupo com dez líderes e foi desacelerando a fuga, ao ponto que chegavam ao Mont Du Chat, terceira subida HC do dia com monstruosos 10% de inclinação média mas com longos trechos de até 14% da metade para o final, neste momento Bakelants liderava com Gallopin.

Assim que chegaram a metade da subida Warren Barguil uniu forças a Bauke Mollema e passaram a liderança da prova, enquanto isso Aru atacou no exato momento em que Froome teve problemas com as marchas, não fica claro se Aru sabia que Froome havia furado, por um âgulo parecia que puxava de lado mas no vídeo por trás, Aru estava a frente de Froome no momento em que o britânico puxa a bicicleta de lado e levanta a mão. Richie Porte, ex companheiro de Froome na Sky fez o grupo líder diminuir a velocidade a tempo de Froome se recuperar, após a prova Froome agradeceu a esportividade de Porte, confira o vídeo:

Logo a seguir começaram uma sequência de ataques para destroçar o grupo líder, Aru, Froome, Bardet, um a um atacaram quebrando os gregários e com eles Contador e Quintana. Na ponta Barguil cruzou a meta de montanha 30 segundos a frente do grupo perseguidor e começaram a descer velozmente, o grupo tinha Porte, Aru, Froome, Uran, Dan Martin e Bardet e mais uma vez o imponderável aconteceu, durante a descida numa sequência de curvas, Richie Porte perdeu completamente a frente, saindo da pista, cruzando e levando consigo Daniel Martin, Porte chocou-se com violência no barranco tendo sido atendido de imediato e levado de ambulância para o hospital. Dan Martin conseguiu voltar a prova, junto do grupo de Quintana. Rigoberto Uran foi atingido durante a queda mas teve apenas o cambio traseiro quebrado, o atendimento neutro apenas conseguiu deixar em uma marcha, a mais pesada e assim Uran foi até o final de 53×11.

As emoções da prova não pararam por ai, o grupo perseguidor alcançou Barguil e assim foram até a chegada, no Sprint Barguil chegou a comemorar, chorou de alegria mas o photo finish mostrou Rigoberto Uran alguns milímetros a frente, uma vitória brilhante de um ciclista que andava em baixa desde 2014 quando perdeu o Giro para Quintana e chegou para o sprint com apenas uma marcha, 53 x 11. Atrás tristeza para a FdJ que perdeu Arnaud Demare e três gregários que tentaram trazer o sprinter no tempo de corte, Jacopo Guarnieri, Ignatas Konovalas e Michael Delage. Também ficaran atrás do tempo de corte Mark Renshaw da Dimension Data, Matteo Trentin da Quick Step e Juraj Sagan da Bora.

Os dez primeiros da 9ª etapa do Tour de France 2017 foram:

1 URAN RIGOBERTO CANNONDALE DRAPAC PROFESSIONAL CYCLING TEAM 05H 07′ 22” B : 10”
2 BARGUIL WARREN TEAM SUNWEB 05H 07′ 22” B : 06” + 00′ 00”
3 FROOME CHRISTOPHER TEAM SKY 05H 07′ 22” B : 04” + 00′ 00”
4 BARDET ROMAIN AG2R LA MONDIALE 05H 07′ 22” + 00′ 00”
5 ARU FABIO ASTANA PRO TEAM 05H 07′ 22” + 00′ 00”
6 FUGLSANG JAKOB ASTANA PRO TEAM 05H 07′ 22” + 00′ 00”
7 BENNETT GEORGE TEAM LOTTO NL – JUMBO 05H 08′ 37” + 01′ 15”
8 LANDA MIKEL TEAM SKY 05H 08′ 37” + 01′ 15”
9 MARTIN DANIEL QUICK – STEP FLOORS 05H 08′ 37” + 01′ 15”
10 QUINTANA NAIRO MOVISTAR TEAM 05H 08′ 37” + 01′ 15”

A classificação geral agora tem Fabio Aru como segundo colocado, 18 segundos atrás de Froome, Bardet com 51 segundos completa o podio virtual.

1 FROOME CHRISTOPHER TEAM SKY 38H 26′ 28”
2 ARU FABIO ASTANA PRO TEAM 38H 26′ 46” + 00′ 18”
3 BARDET ROMAIN AG2R LA MONDIALE 38H 27′ 19” + 00′ 51”
4 URAN RIGOBERTO CANNONDALE DRAPAC PROFESSIONAL CYCLING TEAM 38H 27′ 23” + 00′ 55”
5 FUGLSANG JAKOB ASTANA PRO TEAM 38H 28′ 05” + 01′ 37”
6 MARTIN DANIEL QUICK – STEP FLOORS 38H 28′ 12” + 01′ 44”
7 YATES SIMON ORICA – SCOTT 38H 28′ 30” + 02′ 02”
8 QUINTANA NAIRO MOVISTAR TEAM 38H 28′ 41” + 02′ 13”
9 LANDA MIKEL TEAM SKY 38H 29′ 34” + 03′ 06”
10 BENNETT GEORGE TEAM LOTTO NL – JUMBO 38H 30′ 21” + 03′ 53”

NA classificação por pontos, a disputa vai centralizando entre Marcel Kittel e Michael Matthews:

1 KITTEL MARCEL QUICK – STEP FLOORS 212 PTS
2 MATTHEWS MICHAEL TEAM SUNWEB 160 PTS
3 GREIPEL ANDRÉ LOTTO SOUDAL 130 PTS
4 KRISTOFF ALEXANDER TEAM KATUSHA ALPECIN 113 PTS
5 COLBRELLI SONNY BAHRAIN – MERIDA 73 PTS

A disputa pela camisa de bolinhas, agora tem Barguil com folga liderando Roglic Primoz:

1 BARGUIL WARREN TEAM SUNWEB 60 PTS
2 ROGLIC PRIMOZ TEAM LOTTO NL – JUMBO 30 PTS
3 VUILLERMOZ ALEXIS AG2R LA MONDIALE 27 PTS
4 MARTIN DANIEL QUICK – STEP FLOORS 23 PTS
5 MOLLEMA BAUKE TREK – SEGAFREDO 18 PTS

Entre os jovens até 25 anos, Simon Yates tem grande folga com quase três minutos de vantagem, Calmejane destaque de ontem tomou quase 30 minutos hoje, saindo do grupo que disputará a camisa:

1 YATES SIMON ORICA – SCOTT 38H 28′ 30”
2 MEINTJES LOUIS UAE TEAM EMIRATES 38H 31′ 28” + 02′ 58”
3 LATOUR PIERRE-ROGER AG2R LA MONDIALE 38H 31′ 58” + 03′ 28”
4 BUCHMANN EMANUEL BORA – HANSGROHE 38H 35′ 14” + 06′ 44”
5 MARTIN GUILLAUME WANTY – GROUPE GOBERT 38H 41′ 51” + 13′ 21”

Deixe uma resposta