Por Zika, Tejay Van Garderen fora dos jogos Olímpicos

Hoje durante o treinamento em Andorra para a Volta da Suíça onde será capitão de sua equipe, o americano Tejay Van Garderen da BMC em entrevista ao CyclingTips confirmou que não virá aos Jogos Olímpicos do Rio.

tejay

A programação da temporada do americano previa participar dos jogos olímpicos após o Tour de France, com a alteração ele deve descansar com a família e voltar para a Vuelta a Espanha. O motivo alegado é a epidemia de vírus Zika. Com sua esposa grávida de seu segundo filho, o piloto não quer assumir riscos, nem que remotos:

“Se Jessica não estivesse grávida, assumindo ser selecionado eu iria! Mas o fato é que ela esta grávida. Se nos estivéssemos programando uma criança, poderíamos começar seis meses após os jogos olímpicos, mas ela tem um bebê em sua barriga! Eu não quero assumir nenhum risco.”

“Eu não quero ter coisa alguma pesando em minha consciência, sei que os riscos são pequenos, e que há precauções que você pode tomar, mas o fato é que eu não quero arriscar trazer nada para casa que possa potencialmente ter um efeito, ainda que sejam pequenas as possibilidades.”

Em relação a epidemia de vírus Zika, esta semana, foi destaque na mídia internacional uma carta aberta à Organização Mundial de Saúde e ao Comitê Olímpico Internacional assinada por mais de 150 especialistas em saúde pública do mundo todo, em destaque:

“A OMS precisa revisar a questão do Zika e adiar ou trocar a sede dos jogos… nós recomendamos que a OMS convoque um grupo independente para opinar sobre isso e que o COI de forma transparente exponha em processo cientifico baseado em evidências, saúde publica, que o espírito desportivo venha em primeiro. Dando a saúde pública e consequências éticas, não fazendo isso tão irresponsável”

A OMS retrucou com considerações e conselhos sobre os jogos olímpicos e o vírus Zika.

 

Todo dia um 7×1 diferente.