O império contra ataca

Eles usam preto, eles são malvados e hoje eles botaram ordem na casa. Sim, estamos falando da Sky – mas poderia ser do Império Galáctico ou até mesmo do Bope.

imperio

 

Em uma etapa com cara de vingancinha, Froome e equipe partiram ao encalço de uma fuga com 25 atletas que havia se formado logo cedo. Cruzando as montanhas francesas, o time inglês impôs um ritmo extremamente alto, fragmentando não só o pelotão, mas também a fuga que seguia à frente.

Depois de fazer muita força ontem, as pernas de Vicenzo Nibali se transformaram em espaguete molhado e ele “atacou para trás”, sobrando bastante do bloco. Rapidamente, o mesmo aconteceu com Alejandro Valverde e Rui Costa. Lá na frente, seguia uma Sky queimando seus gregários. Van Garderen e Purito foram os únicos a resistir ao passão da morte vindo diretamente da terra da rainha.

Passando pela marca de 4 km da chegada, Froome levantou do selim e, no melhor estilo bonecão de posto, atacou violentamente, sendo acompanhado apenas por Tejay. Os dois colaboraram para abrir vantagem na geral até 1,3km da meta. Neste momento, o Queniano Albino acelerou mais uma vez. Incapaz de seguir, Van Garderen manteve o passo firme até a chegada, limitando sua perda à apenas 17 segundos.

Na geral, Froome segue em segundo a 18 segundos do americano. Niba, claramente sofrendo com a sapatada de ontem, perdeu muito tempo, não estando nem ente os 10 primeiros da geral.

Deixe uma resposta