Nibali pode ser declarado vencedor da Vuelta

Se o doping de Froome for confirmado, Vicenzo Nibali que foi segundo colocado na Vuelta em setembro de 2017 será considerado vencedor da prova. Na chegada em Madrid Froome levou 2’15” de vantagem sobre Nibali. Caso o britânico seja desclassificado o pódio da Vuelta passará a ter o italiano Vicenzo Nibali em primeiro, o russo Ilnur Zakarin em segundo e o holandês Wilco Kelderman em terceiro.

Nibali foi cauteloso ao comentar:

“Eu lí as notícias e reações de Chris e sua equipe, é muito cedo para expressar sobre isso. Naqueles dias estava chovendo na Espanha, então é difícil sofrer de asma, eu tenho o mesmo problema mas nunca tive que usar a bombinha. Certamente é uma notícia muito ruim para o esporte e também para mim. Se o positivo for confirmado ninguém me dará a emoção de vencer a Vuelta e estar no topo do pódio em Madrid.”

Interessante é ver como estava a disputa naquele final da Vuelta 2017. Na etapa 16 o contra-relógio belíssimo partindo do circuito de Navarra, Froome venceu com sobras colocando 57 segundos em Nibali, no dia seguinte chegada em alta montanha em Los Machucos ele sofreu para ficar na roda de Mikel Nieve vendo Nibali recuperar boa parte do tempo perdido, justamente entre o controle da etapa 17 e o da etapa 18 que Froome teria passado mal e abusado da bombinha de salbutamol, curiosamente numa etapa atípica com o grupo do líder ficando 10 minutos atrás.

O último vencedor de grande volta a ser suspenso foi Alberto Contador por uso de Clembuterol durante o Tour de France de 2010, perdendo os títulos do Giro de 2010 onde Ivan Basso foi declarado vencedor, do Tour de 2010, a curiosidade do Tour de 2010 fica pelo fato do vice campeão também perder a colocação por doping, Denis Menchov foi desclassificado somente em 2014 e assim Andy Schleck que foi terceiro colocado na prova ficou com o palmar de vencedor. Com a suspensão de Contador, Scarponi herdou o primeiro posto no Giro de 2011 ficando com Nibali em segundo e içando John Gadret ao pódio nos palmares.

 

Deixe uma resposta