Greipel vence e abandona o Giro!

Hoje em sua 12ª Etapa o Giro foi de Noale a Bibione na grande Veneza no Veneto,  norte da Itália.

Noale, sede da fabrica de motocicletas Aprilia e com a fortaleza Rocca di Tempesta que por séculos fora intransponível, abrigando a nobreza de Rocca. Bibione que desde 1994 não recebia uma etapa do Giro, a pequena cidade litorânea que desde 1950 investe no turismo e possui spas e resorts muito procurados no verão europeu na grande Veneza.

Rescaldos, ontem após a etapa um fato curioso ocorreu, Nibali reclamou publicamente de Valverde não atacar.. Amador! Tudo aconteceu na descida de Forcella Monstaccin, Nibali queria revezar para diminuir a distância para a fuga que tinha Jungels e Amador, Valverde ficou de roda e Esteban Chavez (Orica) não quis revezar, mesmo com Nibali sinalizando, e após a chegada o mimimi do italiano seguiu provocando os rivais:

“Quando você tem a chance, é certo ir pra cima e tentar movimentos surpresa e contra ataques. Isso é corrida! Mas isso não funcionou hoje, se tivesse poderíamos ter ganho 30, 40″ que poderiam ser realmente importantes para a classificação geral. Eu disse a ele (Valverde) para trabalhar e ele só me disse: – não, não!”

Hoje a etapa plana como mesa de bilhar parecia ser um dia fácil para recuperação do pelotão após duas etapas complicadas com muitos ficando no limite da eliminação por tempo, a dificuldade ficava para a chegada em Bibione onde curvas de 90º e ruas estreitas eram um prato cheio para uma queda.

O tempo ruim com chuva, frio e vento dificultou o trabalho das equipes. Logo pela manhã nas tentativas de fuga matinais Matteo Trentin e Daniel Oss fugiram, depois Battistrada se juntou e chegaram abrir quase 3′ para o pelote, durante a etapa em muitos momentos vimos os ciclistas vestirem e tirarem jaquetas de chuva, no fim o pelote cozinhou a fuga até alcançar e foram para o sprint.

 

sprint

Na segunda volta em Bibione, a Lotto mostrou a performance das ultimas etapas colocando precisamente Greipel para mais um sprint monstrouso, Caleb Ewan da Orica ficou em segundo seguido de Nizzolo (Trek) e Modolo (Lampre). Greipel conquistou sua 20ª vitória em Grand Tour na carreira.

A surpresa fica pelo anúncio de saída do Giro por Greipel que declarou:

“Minha temporada é cheia de objetivos e sem dúvidas não estou contente em abandonar o Giro com a camisa vermelha. Eu sou um ser humano, não uma maquina e preciso me recuperar disso, que foi mental e fisicamente duro  por doze dias.”

Como agora o Giro segue para fase final em alta montanha, seria muito custoso aos sprinters completar a prova só em busca da camisa vermelha, o Tour de France falou mais alto.

greipel

A classificação geral permanece inalterada com Jungels mantendo 24′ sobre Amador e 1’07 sobre Valverde e Kuijswik (Tinkoff).

Classificação da Etapa 12

Classificação Geral – Camisa Rosa

giro12-gc

 

Logo mais voltamos com os melhores momentos da etapa.