Fuglsang vence o Criterium du Dauphiné!

O dinamarquês de 32 anos da Astana venceu a última etapa e conquistou a vitória graças ao bônus de 10 segundos! Com 30km para o final Valverde e Aru estavam 47″ a frente de Bardet, Fuglasang e Dan Martin, 1’06 a frente de Contador e Froome e 1’32” de Porte, mas TUDO MUDOU! Esse foi um daqueles finais de etapa para serem revistos por anos! Após um início de temporada terrível para a equipe Astana com lesões e a trágica morte de Michelle Scarponi, a vitória de Jakob Fuglsang veio para dar novos ares para equipe cazaque.

A etapa final da edição 2017 do Dauphiné foi espetacular, antes da prova a surpresa desistência de Thomas de Gendt que manteve a camisa amarela por várias etapas, na prova a escalada começou logo no início de etapa a Col des Saisies, mas foi no meio da segunda subida, a Col des Aravis que a ação começou de fato, no meio da montanha Froome tentou alguns ataques que foram neutralizados mas o grupo do camisa amarela foi sendo despedaçado, e assim que começou a Col de la Colombière, Valverde atacou levando consigo Simon Clarke e Vuillermoz, Fabio Aru então perseguiu e alcançou o quarteto, unindo forças a Valverde e seguindo forte ampliando a vantagem para o grupo líder.  O ataque seguinte veio de Fuglsang, Bardet e Dan Martin, que sentiram a dificuldade de Froome e Contador em os acompanhar. Veio a descida e a situação no momento era com Valverde e Aru 53″ a frente de Froome, Contador, Fuglsang e Bardet com Porte 1’06” atrás. E veio a subida final, de categoria hours a Plateau de Solaison.

Logo no começo da subida, Froome liderou a perseguição a dupla líder e com 7.5km para o final a batalha tornou-se épica com ataque atrás de ataque, primeiro Dan Martin, depois Fuglsang, o grupo alcançou e deixou Valverde para trás e seguiu subindo velozmente e veio o ataque fulminante de Fuglsang pegando a liderança, Dan Martin ainda o seguiu por um momento mas não conseguiu segurar a roda, um pouco atrás Aru e Bardet seguiram juntos com um pouco de vantagem para Porte que deixou Froome para trás. Sobrados e sofrendo muito nos trechos mais inclinados estavam Valverde e Contador que fecharam juntos.

E assim ficaram os dez primeiros na etapa:

1 Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team 3:26:20
2 Daniel Martin (Irl) Quick-Step Floors 0:00:12
3 Louis Meintjes (RSA) Team UAE Emirates 0:00:27
4 Emanuel Buchmann (Ger) Bora-Hansgrohe 0:00:44
5 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team 0:01:01
6 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale 0:01:02
7 Richie Porte (Aus) BMC Racing Team 0:01:15
8 Christopher Froome (GBr) Team Sky 0:01:36
9 Rafael Valls (Spa) Lotto Soudal 0:01:41
10 Alejandro Valverde (Spa) Movistar Team 0:03:30

E a classificação geral final do Criterium du Daulphiné 2017:

1 Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team 29:05:54
2 Richie Porte (Aus) BMC Racing Team 0:00:10
3 Daniel Martin (Irl) Quick-Step Floors 0:01:32
4 Christopher Froome (GBr) Team Sky 0:01:33
5 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team 0:01:37
6 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale 0:02:04
7 Emanuel Buchmann (Ger) Bora-Hansgrohe 0:02:32
8 Louis Meintjes (RSA) Team UAE Emirates 0:03:12
9 Alejandro Valverde (Spa) Movistar Team 0:04:08
10 Rafael Valls (Spa) Lotto Soudal 0:04:40

Deixe uma resposta