Deu pra ler F.U.C.K no power meter dele!

Tdf – Etapa 10 – Froome poderia mudar-se para o Brasil e ser o novo Joselito do Hermes e Renato. Sério, o cara não sabe brincar. A etapa de hoje não tinha muitas montanhas pelo caminho. De pancada mesmo, só o morro final – uma subida fora de categoria de 15 km. Teoricamente, todo mundo ia chegar legal no fim e nós veríamos um belo show de fogos de artifício, com muitos ataques vindos de todos os lados. Porém, o que vimos foi uma única bomba nuclear de Froome. K-BUM!

froome1

 

A história foi mais ou menos assim: como era de se esperar, a fuga morreu logo antes da montanha, sendo engolida pelo passo da Movistar. Na base do morro, o time de Nairo Quintana meteu o pé e o pelotão foi desmontando. Logo de cara, sobraram Rigoberto Urán, Joaquim Rodriguez, Thibaut Pinot, Jean-Christophe Péraud e até o Baiacu de Messina – o que aconteceu com a barriga do Niba? Notaram que ela vive estufada?

O grupo da frente já estava bem pequeno quando a Sky resolveu entrar na festa. Valverde, gregário de Nairo, atacou e conseguiu abrir uma pequena vantagem. A Sky foi a sua captura enquanto Froome fazia cara feia. Parecia que tava sofrendo mesmo.
Valverde atacou novamente e, mais uma vez, Froome fez cara de Aru com fome. Porém, mais a frente na etapa, descobriríamos que além de grande ciclista ele ainda é um grande ator!

Com a puxada da Sky, Alberto Contador também perdeu o rebolado (RÁ) e acabou sobrando quando faltavam 6,8 km para a chegada. Logo depois dele Tejay também ficou. Nisso, quem estava na ponta era Porte, que riu ao ouvir no rádio que todo mundo já tinha morrido.

Logo em seguida, Froome lançou seu artefato termonuclear em Quintana, atacando uma potência descomunal. Minha TV é HD e deu pra ler FUCK na tela do power meter dele. Dai pra frente ele foi abrindo do Quintana até o fim. Alias, o colombiano ainda tomou do Porte na chegada. Deve ser o macarrão, né?

Geral:
1º Froome
2º Van Garderen 2′ 52″
3º Quintana 3′ 09″
4º Valverde 4′ 01″
6º Contador 4′ 04″
10° Nibali 6′ 57″

Deixe uma resposta