Demare entregue pelo Strava?

Logo após a bela vitória de Arnaud Demare na Milan San Remo, tanto Matteo Tosatto (Tinkoff) como Eros Capecchi (Astana) disseram que o francês pegou uma carona num carro para alcançar o pelotão na subida de Cipressa, a 30km do final da prova.

 

Demare havia caído juntamente com Michael Matthews (Orica) um pouco antes da subida, ai entra o editor da NOS.nl Martijn Hendriks, que viu o arquivo do Strava de Demare que ganhou o KOM na subida, pouco tempo depois deletado e mais tarde subido novamente.

Ai vem a teoria da conspiração, ladeada de números:

Demare parou por conta da queda por 20-25 segundos, 4 minutos mais tarde o pelotão começou a subir o monte Cipressa, ai o arquivo mostrava que enquanto Giovanni Visconti (Movistar) atacou no falso plano, Démare subiu o mesmo segmento 7s mais rápido…que o pelotão em perseguição! Isso significa que Démare por 10km de perseguição ao pelotão teria de estar 1.4km/h mais rápido que o pelotão…que perseguia ensandecido a fuga!

 

cipressa

 

No link abaixo confira no Twitter o vídeo/gráfico:

 

O comissário da corrida, Herve Borcque ouviu as acusações mas disse que a falta de um vídeo ou fotografia provando que Demare ilegalmente pegou carona, ele não poderia tomar nenhuma atitude.

Não tem como ver isso sem lembrar do caso de Vicenzo Nibali na Vuelta ano passado:

 

Démare e o diretor esportivo da FDJ Fréderic Gueston negaram tudo e reafirmaram que “não trapacearam”, segundo Gueston como o comboio de carros ia a cerca de 80km/h, Démare pode pegar o vácuo e com isso andar mais rápido.

Gueston ainda promete publicar o arquivo com a potência de Démare, lembra que ele não trocou de bike na queda, assim mantendo tudo no mesmo arquivo. Ainda tripudiou dos acusadores dizendo que é “muito bonito vindo de dois velhos experientes”.