Brilhante polaco Kwiato vence Strade Bianche!

Uma prova realmente espetacular, que cenário! Num percurso escolhido a dedo para ser uma das mais belas clássicas tudo colaborou para uma prova magnífica. A temperatura baixa com trechos molhados mas sem uma forte chuva, grandes nomes montando uma perseguição a  fuga culminando numa arrancada solo do campeão mundial de 2014, Michal Kwiatkowski o polaco de 26 anos da Sky. 

Logo no início de prova uma fuga com o capitão da FdJ Tibaut Pinot, o tuga José Gonçalves da Katusha, Marco Frapporti da Androni, Truls Korsaeth da Astana, Jaregui da Ag2r e Simone Andreetta da Bardiani trabalharam muito para colocar cinco minutos de vantagem no pelote.

Uma queda grande no sexto setor de terra em Pieve quebrou o pelote colocando Vincenzo Nibali da Bahrain, Fabio Aru da Astana fora do baralho e Brambilla da Quick Step teve que abandonar, logo depois o bicampeão mundial Peter Sagan da Bora Hansgrohe abandonou com 70km  para o final, ele declarou:

Eu não me senti bem nos ultimos três dias, acordei pela manhã me sentindo ainda pior e com dor de garganta, de todo modo a Strade Bianche é uma corrida de prestígio e larguei em respeito aos milhares de fã italianos que vieram assistir, comecei dando meu melhor como pude, com cerca de 75km após a largada me enrolei numa queda, cortei meu dedo fundo e isso deve requerer alguns pontos, bati meu joelho esquerdo, subi na bike e continuei mas com 95km eu decidi parar.

O grupo perseguidor foi tirando lentamente a vantagem para a fuga, até que a 20km para o final foram pegos, um forte Tibaut Pinot resistiu a tudo e manteve-se no grupo líder por um tempo, depois sobrou e ficou no grupo intermediário com Dumoulin, Durbridge e Benoot.  A chuva leve caiu durante a segunda metade da prova, as vezes parava e tornou um componente extra especialmente nas descidas, com muita temporada a frente poucos abusaram das tangências, exceto Kwiato que na descida para Montalcino colocou trinta segundos de vantagem sobre o trio Avermaet, Wellens e Stybar e seguiu solo pelos 8km remanescentes para chegar a Piazza del Campo num dos mais lindos cenários da temporada, com o povo gritando numa subida curta que levava a praça.

 

Pelo segundo lugar um sprint entre os exaustos belgas Avermaet e Wellens vencido pelo campeão olímpico que declarou ter corrido para vencer e esperava um final em sprint contra o trio mas sugeriu que Kwiato teve “sorte” por conseguir a vantagem do modo que conseguiu.

 

E assim ficaram os dez primeiros colocados da Strade Bianche 2017:

 

1 Michal Kwiatkowski (Pol) Team Sky 4:42:42
2 Greg Van Avermaet (Bel) BMC Racing Team 0:00:15
3 Tim Wellens (Bel) Lotto Soudal 0:00:17
4 Zdenek Štybar (Cze) Quick-Step Floors 0:00:23
5 Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb 0:01:26
6 Luke Durbridge (Aus) Orica-Scott
7 Christopher Juul Jensen (Den) Orica-Scott 0:01:29
8 Tiesj Benoot (Bel) Lotto Soudal 0:02:20
9 Thibaut Pinot (Fra) FDJ 0:02:23
10 Scott Thwaites (GBr) Dimension Data 0:02:52

Confira os últimos 40km, vale muito a pena ver:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *