A primeira vez a gente não esquece!

Etapa 5 – Vuelta 2015 – O jovem Caleb Ewan, que lembra muito um amigo nosso, meteu o sapato e ganhou o sprint do cebolão – minto, ganhou a 5a etapa da Vuelta, que é muito mais top. Alias, é a maior vitória da carreira desse menino que é promessa australiana.

vuelta-e5
A altimetria da etapa de hoje tinha cara de sprinter e terminava com uma leve subida. Todavia, olhando o percurso, deu pra perceber por que as coisas pegaram fogo de forma mais desorganizada hoje. Nos últimos 4 km, um monte de curvas, zig-zags e rotatórias esticaram o pelotão todo, que vinha sendo controlado pela MTN desde uns 9km para a chegada.
Quando os atletas passaram pela marca de 3 km, várias equipes brigaram pela ponta valendo dedo no olho e pula-pirata.

Quando as cosias se assentaram, quem liderava era a Orica-BeiraVerde, sendo perseguida pela Giant-Monange. A Cofidis ficou perdidona e sumiu do mapa. A última vez que foram vistos estavam pedindo informação no posto Ipiranga.

A Saxo assumiu a ponta por alguns metros e levou Sagan para segundo. Porém, quando o funcionário embalador do Oleg cansou, Peter pulou para a roda do embalador da Orica, que já estava bem cansado. Aproveitando o movimento, a Giant-Bozano acelerou e colocou Degenkolb de frente para o gol. O alemão lançou seu sprint. Mas, num movimento rápido, Caleb pulou na roda do Chucrute e apertou o passo para vencer. Sagan, cansado das pancadas dos dois últimos dias, simplesmente não teve perna para acompanhar os líderes.