Van der Poel vence a Ronde

Luiz Papillon

Um duelo entre dois dos mais fortes ciclistas da atualizade, assim foram os 30km finais da Ronde com vitória de Mahtieu Van der Poel! em uma chegada como num velodromo, Van der Poel esperou até o último segundo  para que Van Aer desse o sprint. Van der Poel antecipou o movimento e lançou o ataque para vencer por milímetros!

“Eu estou sem palavras. Normalmente eu sempre vejo quem venceu. Mas eu estava tão quebrado, eu olhei para a linha e ao Wout, mas nenhum de nós sabia quem havia ganhado. Eu sabia que tinha que fazer o sprint da minha vida. Isso significa muito pra mim, o número 51 (usado por seu pai Adrie em 1986) é algo especial.” Mathieu Van der Poel

Chegada Ronde van Vlaanderen – Captura TV

104ª Volta a Flandres – Ronde van Vlaanderen – 243.3km

Usualmente a Ronde acontece no final da primavera belga, em abril. Claro em 2020 o Coronavírus mudou o calendário e a monumento praticamente encerra a temporada belga de ciclismo. A disputa com largada em Antuérpia e chegada em Oudenaarde é considerada umas das cinco mais difíceis corridas de um dia na temporada, ou seja uma das provas monumentais do ciclismo.

Entre os favoritos antes da prova, três nomes eram barbada, o francês campeão mundial Julian Alaphilippe, o belga Wout van Aert e o holandês Mathieu van der Poel. Hoje a Deceuninck Quick Step utilizou um nome alternativo, destacando a linha de janelas Elegant da Deceuninck que é uma das líderes mundiais em janelas de PVC.

Durante a prova uma parada em uma passagem de nível para passagem de um trem, deu fôlego a fuga inicial. A fuga sobreviveu até a marca de 50km para o final.

Passagem de Nível Ronde – Foto Eurosport

A 50km do final começaram os ataques entre os favoritos, e o trio de favoritos foi para a ponta. Primeiro com Alaphilippe seguido por Van Aert e depois com Wout van Aert. Atrás o pelote demorou a se organizar e ainda que de perto os ciclistas tinham dificuldade extrema para saltar e fazer a ponte entre o pelote a ponta.

Alaphilippe cai após bater em moto da organização

Favorito a prova, Alaphilippe estava na ponta da prova quando um momento de distração encerrou sua temporada. Uma moto da organização parou a direita da estrada, Alaphilippe falava no rádio naquele momento e só percebeu a moto quando bateu nela. O ciclista bateu duramente no chão e precisou de atendimento médico com muita dor no ombro e cotovelo direitos.

Duelo entre Wout van Aert e Mathieu Van der Poel

Restavam menos de 30km para o final e a fuga tinha agora dois ciclistas que se conhecem muito bem. Os rivais ambos tricampeões mundiais no ciclocross  Van der Poel e Wout van Aert trocaram farpas na última semana devido o comportamento de Van der Poel na fuga da Gent Wevelgem. Aert foi duro ao reclamar que Van der Poel preferia perder a ver o rival vencer. Van der Poel educadamente disse que não tinha pernas.

Desta vez a dupla estava trabalhando e revezando desde a queda de Alaphilippe. Em pouco mais de 5km abrira uma vantagem de um minuto sobre o grupo perseguidor. Destaque para a perseguição que tinha um seleto grupo com Oliver Naesen, Alberto Bettiol, John Degenkolb entre outros fortíssimos ciclistas clássicos.

Final de velódromo!

Quem venceria esse duelo? Aert puxava por mais tempo que Van der Poel que sempre ia para frente nas subidas. Nenhum demonstrava cansaço após mais de 200km de prova. Ambos passaram pelo Paterberg a 13km do final sem demonstrar cansaço, a decisão seria no sprint? Ou um deles atacaria antes?

Quando chegaram ao quilômetro fina, Van der Poel começou a fazer o jogo de velódromo reduzindo a velocidade e esperando a ação de Wou van Aert. Atrás o grupo perseguidor vinha ensandecido. Até que Wout van Aert lançou o ataque, Van der Poel respondeu e venceu por milímetros. Em terceiro completou Alexander Kristoff pela Uae Team Emirates.

Van der Poel a dinastia

Campeão no ciclocross, vencedor da Amstel Gold Race e da Ronde Van Vlaanderen, aos 25 anos, Mathieu van der Poel repete os feitos do pai, Adrie que venceu a Ronde em 1986.

Mathieu Van der Poel e seu pai Adrie Van der Poel. | Foto: Pim Ras

 

Confira o resultado da prova:

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Ineos vence em Piancavallo, Kelderman encosta mas João Almeida mantém bravamente a camisa rosa!

A Ineos Grenadiers chegou a sua quinta vitória no Giro 2020. Desta vez na subida de Piancavallo, uma estação de esqui na região do Friulli-Veneto. O britânico Tao Geoghegan Hart escapou do pelote juntamente com o holandês Wilco Kelderman e o australiano Jay Hindley da Sunweb. No finalzinho Hart ataco […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: