Giro d’Italia 2020

Luiz Papillon

O ano de 2020 guardou o melhor para o final, neste sábado começa o 103º Giro d’Italia. Com largada na Sicília, a prova percorrerá em 21 etapas um total de 3.496,8km. O Giro é a segunda mais importante prova de ciclismo, depois do Tour de France.

Começando em Palermo na Sicília, o Giro escolheu um sítio arqueológico para a apresentação das equipes. Sem público devido as questões sanitárias envolvendo o coronavírus, os ciclistas desfilaram pelas ruínas do Templo de Segesta, de estilo dórico (uma das 3 ordens arquitetônicas gregas).

Um pouco da história do Giro

Poucas vezes na história da humanidade um século ofereceu tantas mudanças para a vida cotidiana. Em 1909, ano de disputa do primeiro Giro, o mundo era muito diferente do que vivemos hoje. A energia elétrica começava a se popularizar e faziam poucos anos que o rádio havia sido inventado. A comunicação era basicamente pela mídia impressa, os jornais. E a Gazzetta dello Sport por meio do editor Tulio Morgagni resolveu lançar sua prova de ciclismo, o Giro d’Italia.

De lá para cá, o mundo sofreu uma revolução e hoje até mesmo os jornais estão em extinção no formato original. Tudo é online, assim como esse texto que você lê. O campeão na classificação geral recebe o Troféu Senza Fine (Sem Fim), criado em 1999 com o nome de cada campeão grafado nele. O troféu Senza Fine é todo folheado a ouro e bronze e pesa aproximadamente 10kg.

Apresentação do Giro d’Italia 2020 – Troféu Senza Fini| Foto Gian Mattia D’Alberto/LaPresse

Disputas dentro do Giro 2020

Como toda volta de ciclismo profissional, o Giro d’Italia oferece várias disputas dentro da mesma competição. Assim cria um cenário onde a todo momento há algum tipo de disputa acontecendo na prova:

  • Campeão por Tempo, é a principal disputa e o líder sempre utiliza a “Maglia Rosa“. Quem tiver o menor tempo total vence. Patrocinado pela Enel (companhia distribuidora de energia elétrica), foi criada em 1931.
  • Disputa por Pontos, mais parecida com o campeonato de Formula 1, onde independente do tempo acumulado, os vencedores de etapas ou metas intermediárias recebem pontos. O líder utiliza a “Maglia Ciclamino” criada em 1970. Com patrocínio da torrefatora de café Segafredo Zanetti.
  • Rei da Montanha, como o próprio nome diz, é a disputa de melhor escalador, criada em 1974. Assim as subidas categorizadas recebem uma pontuação e o líder utiliza a “Maglia Azurra“. Patrocinado pelo banco Mediolanum.
  • Melhor Jovem, disputa entre os jovens até 25 anos, seguindo as mesmas regras da Maglia Rosa, ou seja por tempo. O líder utiliza a Maglia Bianca, criada em 1976, atualmente com patrocínio da rede de mercados Eurospin.
Camisas de Líder – Giro d’Italia

Prêmios secundários, são conferidos sem uma camisa especial:

  • Metas de velocidade intermediária, oferecida pela Amaro del Capo, uma fabricante de licor.
  • Prêmio da Fuga, ao ciclista que ficou mais tempo na fuga, oferecido pela marca de bicicletas Bianchi.
  • Ciclista mais combativo, aquele que tornou a prova mais empolgante, patrocinado pela fabricante de pneus Continental.
  • Melhor equipe, somatória do tempo dos três melhores ciclistas em cada etapa. Patrocínio da Região da Calábria.
  • Fair Play, afim de enfatizar o comportamento dos ciclistas, será dado o prêmio fair play a equipe com menor violações. Assim como no trânsito são dados pontos para cada tipo de infração. Oferecido pela Polizia Stradale, a polícia rodoviária italiana.

Quem participa do Giro 2020

Ao todo, 176 ciclistas largarão para o Giro 2020, divididos em 22 equipes com oito ciclistas cada. Entre as 22 equipes, 19 são da primeira divisão do ciclismo mundial, o WorldTour (Circuito Mundial) e 3 equipes são da segunda divisão, ProTeam que é a nova nomenclatura para equipe Profissionais Continentais.

 

Lista inscritos Giro 2020 – Arte Procycling Stats, Adaptação : Pelote Ciclismo

As casas de aposta colocam Geraint Thomas como grande favorito ao Giro 2020. Sua equipe Ineos vem com dois excepcionais especialistas em contra relógio, o campeão mundial Filippo Ganna e o vice campeão mundial Rohan Dennis. Assim é de se esperar que nos trechos que antecedem a subidas, a equipe coloque seus “motocas” para desgastar os adversários.

Maior perdedora do Tour de France, a Ineos apostou tudo em Egan Bernal e o colombiano teve dificuldades, vindo à abandonar o Tour 2020. Já pela equipe holandesa Jumbo Visma, Steven Kruijswijk é o favorito, tendo chegado muito perto de vencer o Giro em 2016 quando bateu em um banco de neve na penúltima etapa de montanha.

Outro favorito do “quase” é Simon Yates, o britânico da Mitchelton Scott esteve perto de vencer o Giro 2018 mas sofreu na última etapa de montanha, e foi ultrapassado naquela que foi uma das maiores viradas do século.

A equipe Astana, que enfrenta sérias restrições financeiras, compete com um time muito forte. O dinamarquês Jakob Fuglsang tem a companhia de Miguel Angel Lopez que foi pódio no Tour a duas semanas e do jovem talento russo Aleksander Vlasov.

É preciso citar também Vincenzo Nibali, o veterano ídolo italiano venceu duas vezes o Giro (2013 e 2016), o Tour de France (2014) e a Vuelta (2010). Resta saber tanto com Nibali como Lopez, como chegarão ao final de três semanas de competição.

Guia de Etapas do Giro 2020

Abaixo você confere o guia de etapas do Giro 2020. Como destaque, na primeira semana a etapa 3 que conta com a escalada ao monte do vulcão ativo Etna, desta vez por outra estrada que não a utilizada nos últimos anos. O Giro 2020 guardou o melhor para o final, da etapa 14 a 20, será provavelmente a mais dura última semana de uma grande volta neste século.

Transmissão do Giro 2020 na TV

O canal de TV por assinatura ESPN detém os direitos do Giro d’Italia para América Latina e transmitirá as etapas tanto no canal ESPN2 como na plataforma online ESPN Play. Para a largada está previsto um especial de 15 minutos neste sábado a partir das 9:15, enquanto que a transmissão oficial segue a partir das 9:30. Em paralelo a geradora de imagens do Giro, a estatal RAI também televisiona a prova para seus assinantes.

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Filippo Ganna vence em Palermo e veste a maglia rosa!

O italiano Filippo Ganna, atual campeão mundial na especialidade contra o relógio, venceu a etapa de abertura do Giro d’Italia 2020 e tem a honra de vestir a mítica maglia rosa. O vencedor fez o tempo de com média 58.831km/ . Em segundo ficou o português João Almeida da equipe […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: