Ivan Garcia Cortina venceu na Paris Nice

Luiz Papillon

O espanhol Ivan Garcia Cortina de 24 anos venceu a chegada em sprint na Paris Nice. A tensa etapa com rajadas de vento e muitas quedas terminou também com uma queda no sprint. Caleb Ewan e Hugo Hofstetter se enroscaram e foram ao chão levando Sam Bennett com eles. Pior para o campeão irlandês que sofreu um corte, subiu na bike e rodou até completar a etapa porém segurando seu braço esquerdo. Em segundo ficou Peter Sagan pela Bora e em terceiro Andrea Pasqualon da Circus Wanty.

Paris Nice Etapa 3 – 212,5km

Chegamos a terceira de oito etapas da Paris Nice 2020. Ainda com apreensão tanto quanto ao coronavírus como também com o tempo. Em função do vento e frio intenso que aplacaram o pelote nas três primeiras etapas, especula-se que a direção de prova pode aplicar o protocolo de clima extremo, cancelando etapas ou subidas. Saindo de Chalette-Sur-Loing a La Châtre a etapa mais longa desta edição com 212,5km.

Atacando da largada, o belga Tom Devriendt atacou e abriu uma vantagem confortável. O ciclista da Circus Wanty manteve-se por quase 200km na frente do pelote sendo neutralizado apenas a 26km do final. Desse ponto em diante as acelerações do pelote passaram a ser intensas, numa dessas acelerações dois favoritos sobraram, Richie Porte da Trek e Lilian Calmejane da Total Direct Energie.

Restando 7km para o final uma queda no meio do pelote afetou especialmente a Total Direct Energie com Bryan Cocquard e Niki Terpstra envolvidos. Na ponta a Sunweb acelerou para tentar provocar uma quebra do pelote. As rajadas de vento tornaram ainda mais tensa a pilotagem nos quilômetros finais com o pelote a 60km/h.  Com uma subida dura no sprint a Lotto e a Deceuninck foram para a frente para preparar o lançamento. Um tombo levou ao chão Hugo Hofstetter de Israel junto com Sam Bennett da Deceuninck e Caleb Ewan. No sprint quem atacou primeiro foi Ivan Garcia Cortina e ninguém conseguiu alcançar o espanhol. Peter Sagan fazia muita força mas a distância já era inalcançável, assim Sagan ficou com o segundo lugar seguido de Andrea Pasqualon completando o pódio.

Dez melhores da Etapa 3

1 Ivan Garcia Cortina (Espanha) Bahrain McLaren 5:49:55
2 Peter Sagan (Eslováquia) Bora-Hansgrohe
3 Andrea Pasqualon (Itália) Circus-Wanty Gobert
4 Cees Bol (Holanda) Team Sunweb
5 Nacer Bouhanni (França) Team Arkea-Samsic
6 Rudy Barbier (França) Israel Start-Up Nation
7 Anthony Turgis (França) Total Direct Energie
8 Giacomo Nizzolo (Itália) NTT Pro Cycling
9 Mads Schmidt Würtz (Dinamarca) Israel Start-Up Nation
10 Oliver Naesen (Bélgica) AG2R la Mondiale

 

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

GP da Patagônia terá Ribeirão Preto no Chile

Neste domingo acontece o primeiro Gp da Patagônia de ciclismo. O Brasil será representado pela equipe da Cidade de Ribeirão Preto. A prova faz parte do UCI America Tour e conta pontos para o ranking mundial. Serão um total de 15 equipes disputando a  prova com destaque para a Team […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: