Mercado: Diretor nega fim da Katusha

Na última segunda feira, postei na Central do Mercado o boato do fim da Katusha. Divulgado essencialmente por meios de comunicação franceses como o L’Équipe. Hoje o diretor da equipe Jose Azevedo negou os boatos:

“Não é verdade. No momento há uma série de rumores e muita especulação. Nós temos pessoas que trabalham pelo futuro da equipe. Quando tivermos notícias reais nós iremos anunciar.” Jose Azevedo.

Ao Cyclingnews, Azevedo destacou que os ciclistas que possuem contrato com a equipe tem a responsabilidade de honrar esses contratos, entretanto lembrou que os ciclistas cujos contratos se encerram ao final da temporada, estão livres para definir seu futuro. Ao ser questionado sobre a mudança da Alpecin e Canyon em direção a Corendon-Circus de Mathieu Van der Poel, Azevedo revelou que ainda não tem patrocinadores para 2020.

Uma vaga na primeira divisão do ciclismo vale muito. Com a redução do pelote em número de ciclistas por equipe, cresce a pressão sobre a UCI para aceitar mais duas equipes World Tour em 2020, especialmente Cofidis e Total Direct Energie, ambas francesas almejam a vaga. Além delas a equipe Arkéa Samsic, também francesa tenta subir de divisão. Assim para esse trio de equipes passa a ser muito interessante uma vaga extra com o suposto fim da Katusha. Já outro interessado é o bilionário canadense Sylvan Adams que mantém a equipe Israel Cycling Academy. Adams poderia dar o mesmo passo de Dariusz Milek ano passado ao comprar o espólio da BMC e transformar na CCC. E é ai que entra o boato do L’Équipe, para os interesses franceses no ciclismo é muito melhor que a Katusha simplesmente feche e não renove sua licença no Circuito Mundial (World Tour).

 

Tom Dumoulin próximo da Jumbo

Dumoulin, vencedor do Giro de 2017 e um dos melhores ciclistas da atualidade pode estar deixando a Sunweb. A equipe alemã sofre com verba restrita e sua patrocinadora foi recentemente comprada pela Corendon Circus. Assim o futuro da equipe passou a ser incerto. Agora a Jumbo também holandesa tenta contratar o ídolo local, motivando uma negociação entre as equipes. Dumoulin tem contrato com a Sunweb até 2021, porém o baixo investimento da equipe vem tornando-se o calcanhar de aquiles do holandês que não tem gregários da mesma qualidade de seus principais adversários.

 

Cofidis segue contratando

A equipe Cofidis já anunciou que busca uma vaga na primeira divisão do ciclismo. E novamente segundo o L’Équipe, fechou contrato com Guillaume Martin, estrela da Wanty. Além do francês, Natnael Berhane ótimo escalador eritreu renovou com a equipe.

 

Carapaz na Ineos

A mídia italiana cravou a proposta e agora crava que Richard Carapaz, vencedor do Giro 2019 correrá pela INEOS a partir de 2020. O salário dez vezes maior oferecido antes da disputa na Itália parece ter inspirado confiança do equatoriano para com a equipe.

Villalobos oficialmente na EF

O campeão de contra relogio do México correrá pela EF. Luis Villalobos de 21 anos correu pela Aveolo e foi destaque no Panamericano de Ciclismo no México. O contrato de Villalobos é por três temporadas e tem início já em agosto.

 

 

3 thoughts on “Mercado: Diretor nega fim da Katusha

  1. Grande Pappilon, meu amigo! Acho que rolou um pequeno lapso seu, pois a Sunweb é alemã e não holandesa. Fortes abraços e tamo juntos nesse lindo Tour. Estou torcendo pelo Egan Bernal!!!

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Gronewegen bate Ewan e Sagan e vence no Tour de France

A Jumbo Visma chegou a sua terceira vitória no Tour de France 2019. Desta vez com Dylan Groenewegen o velocista bateu Caleb Ewan no jump, em terceiro ficou Peter Sagan ampliando ainda mais a vantagem da camisa verde. Em uma etapa plana sem grandes atrativos a definição ficou mesmo para […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: