Janela de Transferências abre amanhã!

Luiz Papillon

A UCI tem por regra só permitir a divulgação de transferências de ciclistas entre equipes a partir do dia 01 de agosto. Assim ciclistas e equipes estão correndo contra o tempo para divulgar seus destinos em 2019. Com as equipes árabes se reforçando, a Jumbo aumentando o patrocínio e os espólios da BMC sendo divididos, muito se falou nos últimos dias do Tour de France. Por conta da restrição apenas transferências de categoria foram divulgadas ou seja, ciclistas que saem de equipes formadoras ou juvenis para equipes profissionais.

Algumas equipes tem pouquíssimos ciclistas confirmados para 2019. Enquanto algumas equipes como a Quick Step esta suando para conseguir novo patrocínio, a equipe Bahrain Merida receberá mais dinheiro do Xeique Nasser da família real baremita.

Entre as incógnitas os rumores dos últimos dias envolvem entre outros o próprio vencedor do Tour de France 2018, Geraint Thomas. Thomas tem contrato com a Sky somente até o final do ano e é cogitado ao menos em duas equipes, Trek e UAE Emirates. Resta saber como será a valorização de seu passe com um título do Tour de France na bolsa. A lógica é que fique na Sky.

Michael Valgren, o dinamarquês hoje na Astana esta sem contrato para 2019. Vencedor da Omloop e Amstel Gold Race  nesta temporada tem dois destinos, ou fecha com a Dimension Data por um salário melhor ou terá condição de disputar mais títulos pela Quick Step de Patrik Lefevere. Por falar em Dimension Data, a equipe sul africana tem apenas seis ciclistas sob contrato. As especulações são fortes para Nik Terpstra, Tony Martin e De Marchi.

CCC

Pouco foi falado após o anúncio oficial da mudança de patrocínio para a equipe de Jim Ochowicz. De certo apenas a permanência de Greg Van Avermaet, Michael Schar e Van Hooydonck. São cogitados na equipe o sprinter alemão Andre Greipel que deixa a Lotto Soudal. O investidor polonês e agora sócio da equipe já comentou que adoraria ver Rafal Majka na equipe. Majka tem contrato para 2019 com a Bora mas na Polônia dizem haver a possibilidade dele tornar-se o líder da equipe em grandes voltas.

Na dança de sprinters Nacer Bouhanni deve sair da Cofidis mesmo com um ano de contrato e pode correr pela Vital Concept. André Greipel é cotado na CCC ou substituir Bouhanni na Cofidis. Acredito mais na primeira opção. Mark Cavendish não definiu o destino do sprinter que por muitos anos foi o melhor do mundo. Kittel andou a reclamar de sua Katusha mas dificilmente encontrará um salário compatível com o atual.

A especulação da semana é que Mikel Landa mesmo tendo mais um ano de contrato com a Movistar estaria buscando a oportunidade de liderar uma equipe. Seu destino seria voltar para a equipe Astana onde se destacou antes de fechar com a Sky. Por falar em Sky os ingleses estariam disputando Marc Soler também da Movistar. O espanhol tem um contrato para 2019 com valor baixo mas mostrou seu valor tanto em voltas de uma semana como no Tour ajudando o triunvirato. Soler teria sido procurado também pela Trek.

Atual Quick Step Floors deve trocar de nome em 2019. Com o fim do patrocínio da marca de pisos, a equipe ainda não tem um patrocinador principal. No momento a maior possibilidade é ser chamada de Wolfpack Maes. Com 22 ciclistas sob contrato e a chegada do prodígio Evenepoel a equipe de Lefavere pode ter ainda a chegada de Boasson Hagen e o retorno de Tony Martin.

Também muda de nome a Lotto Jumbo que em 2019 será apenas Jumbo. Com plano de expansão pra a Bélgica a rede holandesa de supermercados assegurou um contrato longo para a equipe. Wout Van Aert tricampeão mundial de ciclocross já assinou com a equipe para disputar o campeonato de 2019. Mike Teunissen e Lauren de Plus também são cogitados.

Destaque na luta pela camisa branca, Guillaume Martin renovou com a Wanty Groupe por duas temporadas, o jovem francês foi o terceiro colocado entre os ciclistas até 25 anos.

Ciccone e Ballerini destaques no Giro d’Italia por equipes Profissionais Continentais (PCT) são cotados em diversas equipes. Nesta temporada as equipes com menor número de ciclistas correram com 25 ciclistas enquanto as com maior número com 31 ou 32. Para 2019, Ag2r e Sunweb são as equipes com mais ciclistas sob contrato com 19 cada. Na outra ponta a CCC tem apenas três confirmações enquanto Bahrein e Dimension Data seis cada.

Equipe Ciclistas com contrato
Ag2r 19
Astana 11
Bahrain 6
Bora 12
CCC 3
Dimension Data 6
EF Drapac 13
Groupama FDJ 12
Jumbo 16
Katusha 17
Lotto Soudal 15
Mitchelton 13
Movistar 13
Sky 16
Sunweb 19
Trek Segafredo 13
UAE Emirates 12
Wolfpack Maes 22

Alguns acordos já são bastante conhecidos

Rohan Dennis por dois anos na Bahrain. O australiano de 28 anos e especialista em contra relógio vai para a Bahrain Merida. Junto com ele chegam Teunissen e Phil Bauhaus da Sunweb e Dylan Teuns da BMC. O principal embalador da Lotto Soudal também vai para a equipe de Nibali, Marc Sieberg deve colocar Sonny Colbrelli em posição muito melhor para sprint. Richie Porte correrá pela Trek. Mais um egresso da agora finada BMC é muito cotado na Trek, a equipe americana tem verba suficiente para boas contratações e carece de um líder desde a aposentadoria de Alberto Contador em 2017.

Caleb Ewan correrá pela Lotto Soudal,

 

 

Sua opinião é importante, compartilhe!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Next Post

Pós Tour, confira as provas de agosto enquanto a Vuelta não chega!

Após duras três semanas de competição o pelotão do circuito mundial tem uma folga. Esta semana é dominada por provas de critério onde os profissionais recebem generosas bolsas para uma verdadeira recuperação ativa. Separamos as principais provas do calendário, também puxando uma sardinha para a portuguesa Volta a Portugal que […]

Receba as novidades em seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: